terça-feira, 20 de julho de 2010

Wake

Sinopse: Por dezesste anos Janie vem sendo sugada para dentro dos sonhos de outras pessoas, e isso estava ficando cansativo. Especialmente os sonhos sobre quedas, nudismo, e sexo selvagem. Janie já havia visto fantasias suficiente para o resto de sua vida. Ela não poderia contar para ninguém sobre o que ela podia fazer - Eles nunca acreditariam nela, ou pior, eles pensariam que ela era uma aberração. Então Janie vivia no limite, amaldiçoada com uma habilidade que não queria e não podia controlar. Então ela é sugada para dentro de um pesadelo, que a apavora até os ossos. Pela primeira vez, Janie é mais do que uma espectadora da mente distorcida de outra pessoa. Ela é uma participante...


Wake é um livro que me chamou a atenção não só pelo tema sobrenatural, mas também pela história de cada personagem. Lisa Mcmann, de maneira sutil, retrata o dia-a-dia de jovens com problemas com os pais sem entrar na questão psicológica, apenas deixando no ar o relacionamento difícil entre pais e filhos. Mostra pais que maltratam justamente quem deveriam cuidar, que usam os filhos para benefício próprio e que se perdem em seu mundo particular esquecendo dos filhos. O que me faz lembrar constantemente de um trecho da música Pais e Filhos do Renato Russo, "... são crianças como você...".

Janie é uma adolescente americana comum, com as responsabilidades de um adulto, batalhando para juntar dinheiro para a Faculdade. Os problemas com a mãe e as dificuldades de ter que trabalhar e estudar ao mesmo tempo são reais e faz lembrar a luta de jovens brasileiros.

Quando criança, Janie sentia uma necessidade de atenção materna e uma carência de amigos que me emocionaram. O livro também não se aprofunda muito nos sentimentos dos personagens, mas deixa sua marca fazendo com que o leitor use sua imaginação e percepção. Até me acostumar com o tipo de narrativa lírica e entender os mistérios que envolvem a trama foi um pouco complicado. Depois fiquei ansiosa para saber o desfecho e torci muito por Janie. Amei o final, foi doce e simples, deixando uma vontade de ler Fade, o segundo livro. Mas não pense que para por aí, logo depois vem Gone.

Por tudo isso eu recomendo Wake, deixando claro que o que escrevi é a impressão que tive ao ler o livro. Algumas pessoas podem não gostar do estilo de narrativa rápida e direta, mas a história sobre uma apanhadora de sonhos tentando descobrir um modo de vencer seu dom ou maldição é diferente, com personagens existenciais e muitos sonhos, ora românticos ora assustadores.


Wake
Lisa Mcmann
Editora Novo Século


1 comentários:

leitoracompulsiva on 20 de julho de 2010 18:12 disse...

Oi Aline,
Gostei muito do que você escreveu!!
Eu já queria ler o Wake há muito tempo, mas só tinha encontrado umas traduções muito ruins!! rs... Fiquei muito feliz com o lançamento do livro aqui no Brasil! Espero que Fade não demore para ser lançado!!
Tô vendo que você já começou a ler! Depois passo aqui para ver o que achou da continuação! rs...
Beijos

Postar um comentário

Comente neste post e faça essa blogueira feliz. O que você tem a dizer é muito importante!!! =P

 

Followers

Follow by Email

Visitas

FeedBurner

Ads Banner

Tecnologia do Blogger.
Copyright © 2009 Blogger Template Designed by Bie Blogger Template Vector by DaPino